São Gonçalo, 22 de Setembro de 2019

Carioca de Futsal: Respeito de parte a parte antes da decisão
10/09/2019 11:06 em Novidades

Portuguesa e Olaria fazem, nesta terça (10/09), a final do campeonato

 

Da redação

Foto: Divulgação (FFSERJ)

 

A finalíssima do Carioca de Futsal, nesta terça-feira (10/09), colocará frente a frente as duas principais forças da modalidade atualmente no cenário do Rio de Janeiro: Portuguesa e Olaria. O Ginásio Álvaro da Costa Mello irá ser palco de um duelo entre o atual campeão carioca e o último campeão estadual, em uma espécie de "unificação de cinturões" em confronto único. Até pela grandeza do jogo, o clima é de muito respeito antes que a bola role. A RÁDIO SUPER TORCIDA transmite o jogo ao vivo, às 21h.

Os lusitanos, que vêm de uma boa campanha na Taça Brasil, disputada em Erechim (RS), descartam o status de favoritos para a finalíssima e esperam um jogo duro. Quem garante é o técnico Luiz Cláudio Pesset, veterano de disputas e conquistas com a Lusa e outros clubes do Rio. De acordo com ele, o Olaria será um adversário muito complicado de ser batido, apesar do time insulano estar, até o momento, invicto dentro do Campeonato Carioca.

– A Portuguesa vai mais uma vez para tentar o título e pleitear a vaga na Taça Brasil. Mas final é sempre final e vamos jogar contra uma bela equipe, que é o Olaria, com belos jogadores e muito bem treinada. Vai ser um jogo pesadíssimo, duro e de forças iguais. O duelo é perigoso e estamos focados e determinados a conquistar o título. Quem errar menos, vai sair campeão – disse o técnico, em entrevista ao programa "Resenha da Torcida".

Já o Olaria, que acaba jogando em casa a decisão, também vê a Portuguesa como um time respeitável. Nos dois duelos que já aconteceram neste Carioca, a Lusa venceu um jogo e os olarienses ainda não obtiveram êxito: o segundo jogo, na Bariri, acabou em 4 a 4. Entendendo a complexidade do confronto, o treinador José Carlos Farias admitiu que trabalhou sua equipe para neutralizar as forças adversárias e conseguir voltar a levar um Carioca para a Bariri após 17 anos:

– Fizemos treinos específicos de acordo com o que a Portuguesa joga. Ela vem de uma Taça Brasil, enfrentando times fortíssimos e de nível nacional. Mas também é um time que conhecemos. Reconhecemos a força deles e, dentro desses últimos trabalhos, trabalharemos sobre os aspectos deles e também sobre o que podemos explorar como pontos negativos.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!

Seja um padrinho da Esporte Metropolitano! A partir de 1 real você nos ajuda a produzir o melhor conteúdo para você! Clique na imagem abaixo e saiba mais: