São Gonçalo, 26 de Junho de 2019

Edson Junior assume o Rio Branco após morte do pai
13/04/2019 00:13 em Novidades

Filho de Edinho Reis vence eleição por aclamação e fica no poder até o fim de 2023

 

 

Da redação

Foto: Divulgação (CE Rio Branco)

 

Semanas após a morte do presidente Edinho Reis, o Clube Esportivo Rio Branco, de Campos, já tem um novo mandatário. O filho de Edinho, Edson Junior, que foi jogador do clube, foi eleito por aclamação para o próximo mandato, em pleito que aconteceu na quarta-feira (10/04). Edson ficará na presidência até o fim de 2023. Ele foi meia do Botafogo e do próprio Rio Branco, onde jogou pela última vez em 2012. Seu último ano como profissional foi o de 2015, no Bonsucesso.

 

Edson Junior terá ao seu lado, na diretoria, Arnaldo Garcia na vice-presidência e João Luís na presidência do CD. Em entrevista à Rádio Absoluta, o novo presidente do Róseo-Negro garante ter um projeto para fazer o clube, atualmente com suas atividades estagnadas, voltar ao futebol de base e profissional:

 

– Eu quero voltar a circular o nome do Rio Branco, que hoje vive uma transição e está em obras. Temos projetos de CT, vamos dar continuidade a isso. Meu projeto é voltar com a base. O Rio Branco sempre foi o clube conhecido como o que mais revelou jogador na cidade, com uma base muito forte. E, consequentemente, por que não voltar com o profissional? Mas a ideia inicial é ter de volta a formação de jogadores, quero resgatar isso.

 

O Rio Branco foi desfiliado da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FFERJ) no fim de 2017, por não estar mais ativo nas competições oficiais. O próprio Edinho Reis já tinha tentado reverter o processo ao longo do ano passado, mas sem sucesso. Para o novo presidente, o mais importante é obter o apoio financeiro e contar com investimentos que possam fazer com que o clube volte a ser filiado. Para isso, o apoio dos sócios e a revitalização da sede será fundamental.

 

– Não é um processo difícil de reverter, basta a gente querer. Na verdade, vamos dizer que precisamos de dinheiro, de investimento. Na Federação, tudo é dinheiro (risos). Pagando uma taxa para se filiar, a gente está apto a voltar na última divisão. Nosso primeiro passo é efetuar o recadastramento dos sócios e ver realmente quantos tempos. Daí, o próximo será realizar um plano de sócios para ativar nossa área social, um campo de soçaite, piscina, quiosques, um salão. A área social vai estar ativa e será importante que a movimentemos bastante – afirma Edson, que se diz pronto para o novo desafio como dirigente:

 

– É uma coisa para a qual a gente já vinha se preparando. Tinha essa possibilidade, era o desejo do presidente e eu também queria, até para dar um descanso a ele, que vinha com um problema de saúde. Para ser bem realista, nem foi uma surpresa, a surpresa maior foi o acontecido (falecimento do pai).

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!

Seja um padrinho da Esporte Metropolitano! A partir de 1 real você nos ajuda a produzir o melhor conteúdo para você! Clique na imagem abaixo e saiba mais: