Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais

São Gonçalo, 18 de Setembro de 2018

Falta pouco: Cabofriense vence Bonsucesso e fica a um passo da classificação
10/01/2018 18:48 em Novidades

No Estádio Elcyr Resende, Cabofriense vence Bonsucesso por 2 a 0 com gols de Davi Ceará e Vítor Silva, e está a um passo da Taça Guanabara

 

O Jogo

 

O começo da partida foi muito disputado, e a melhor jogada do duelo ocorreu logo aos 5 minutos, e foi do lado da Cabofriense. Maranhão fez lançamento por elevação para João Carlos dentro da grande área, quando o centroavante foi dominar, o goleiro Léo Flores, do Bonsucesso fez a defesa.

 

Por sua vez, o Bonsucesso só conseguiu chegar à meta do goleiro George, aos 11 minutos. Yago fez boa jogada pela direita e antes de invadir a área foi derrubado. Mauro Silva cobrou a falta e obrigou o arqueiro da Cabofriense realizar um verdadeiro milagre.

 

Após a cobrança de falta o Cesso dominou a partida. Com o Trio: Sabão, Dayvison e Miguel a equipe construía jogadas com muita facilidade. Aos 20 minutos, quase sai o primeiro gol. Dayvison recebeu na meia lua, virou e chutou de perna canhota, obrigando George a fazer mais uma defesa.

 

Após a parada técnica, a Cabofriense teve uma chance de ouro com Maranhão. O camisa 10 recebeu em profundidade do lado esquerdo, invadiu a área, e frente a frente com Léo Flores, chutou por cima do gol. 

 

A resposta do Bonsucesso veio logo na sequência com Sabão. O camisa 10 do pegou a bola na meia direita, bem “ensaboado” passou por dois marcadores, e soltou um “míssel” de fora da área, a bola bateu nas pontas do dedo do goleiro George e explodiu no Travessão.

 

Até os 40 minutos, o Bonsucesso dominou o jogo, mas nem sempre quem domina a partida consegue fazer o gol.

 

Com Perfeição 

 

Aos 44 minutos, Davi Ceará sofreu falta na entrada da grande área, o mesmo cobrou com muito capricho e de perna canhota, colocou a bola na gaveta. 1 x 0 Cabofriense.

 

Tricolor Praiano é eficiente e Goleiro George assegura o resultado 

 

Na etapa final, o Bonsucesso voltou melhor. Yago foi ao fundo pela direita, botou na área e Julinho completou ao gol, mas como sempre, George estava lá para pegar.  Aos 9 minutos, mais uma blitz do Leão da Leopoldina, dessa vez com Sabão. O camisa 10 arriscou de fora da área e a bola triscou à trave. 

 

A Cabofriense sentia o forte calor de Saquarema e não conseguia  armar as jogadas. Com isso, o Cesso ia aproveitando as jogadas.

 

Em boa trama de ataque, Julinho bateu cruzado e George mais uma vez, voou para catar a bola.

 

Era nítido que a equipe de Cabo Frio queria explorar os contra-ataques. Aos 17 minutos, Bruno Tubarão arriscou de fora da área, obrigando Léo Flores a fazer uma excelente defesa.

 

Após a parada técnica a partida ficou morna, e as equipes não estavam produzindo jogadas com a mesma intensidade do começo do jogo. Após a parada técnica 

 

Que fase!

Aos 29 minutos, o árbitro João Batista de Arruda sente lesão e teve de ser substituído por Yuri Elino Ferreira da Cruz.

 

Vítor Silva de cabeça fecha a conta 

 

Aos 32 minutos minutos, Lauro Silva que entrou na etapa final cobrou falta na medida para o zagueiro Victor Silva subir mais alto que a zaga e ampliar o marcador para a Cabofriense. 2 a 0

 

O Leão da Leopoldina até que tentou uma reação, mas a bola sempre parava no goleiro George, que estava em uma tarde inspirada.

 

Panorama

A Cabofriense chegou a 10 pontos na competição está  invicta e lidera a Seletiva.  Para avançar de forma antecipada a Taça Guanabara, a equipe de Cabo Frio depende de um tropeço do Goytacaz, que joga ainda hoje contra o Resende.

 

O Bonsucesso com a derrota ficou na terceira colocação e a classificação preocupa.

 

Próximo compromisso 

 

O Tricolor Praiano enfrentará o América no Giulite Coutinho. Já o Leão da Leopoldina jogará contra o Goytacaz em lugar indefinido.

 

 

A partida 

Bonsucesso 0x2 Cabofriense - Campeonato Carioca, 4ª rodada da 1ª fase - 10/01/2017 às 16h

 

Estádio Elcyr Resende de Mendonça (Saquarema - RJ)

Árbitro: João Batista de Arruda

Assistentes: Flávio Manoel da Silva e Ricardo Nogueira da Silva

 

Bonsucesso: Léo Flores; Yago (Thiaguinho, 24'/2ºT), Felipão (Matheus Salgado, 11'/2ºT), Lucas Tavares e Jeanderson; Filipe Silva, Mauro Silva, Julinho e Miguel; Sabão e Deyvison (Matheus Pimenta, 8'/2ºT). Técnico: Marcelo Salles.

 

Cabofriense: George; Leomir, Leandro Euzébio, Victor Silva e Almir; Levi, Kaká Mendes, Bruno Tubarão e Davi Ceará (Gama, 25'/2ºT); Maranhão (Lauro César, 16'/2ºT) e João Carlos (Anderson Manga, 16'/2ºT). Técnico: Antônio Carlos Roy.

 

Cartões amarelos: Deyvison (BON); Davi Ceará, Bruno Tubarão e Levi (CAB)

 

Gols: Davi Ceará, 43'/1ºT (0-1); Victor Silva, 31'/2ºT (0-2)

 

Público: 200 presentes (170 pagantes)

Renda: R$ 2.700,00

 

Por Rodrigo Henrique

Foto: Bruno Volotão

 

 

 

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!