De virada: Flamengo joga mal, e perde o primeiro jogo da Final da Sul-Americana
07/12/2017 - 0h18 em Novidades

Clube carioca acabou perdendo também a invencibilidade na competição 

Jogo

 

A primeira etapa foi marcada por momentos distintos envolvendo as duas equipes. O Flamengo na jogada aérea conseguiu uma ligeira vantagem. Aos 8 minutos, Lucas Paquetá sofreu falta pelo lado esquerdo. Trauco cobrou na área com perfeição para o capitão Rever subir no terceiro andar e colocar o  rubro-negro em vantagem. O Flamengo continuou explorando o ponto fraco do Independiente. Em nova bola alçada para a área, dessa vez por Diego, Juan apareceu como elemento surpresa e por um triz não ampilou para os cariocas.

O rey de copas, por sua vez, com o marcador em desvantagem, resolveu usar do mesmo artifício que o clube brasileiro: explorando o ponto fraco do adversário. As jogadas quase sempre saíram pelo lado direito de ataque argentino, no qual o lateral Trauco sentiu muitas dificuldades no sistema defensivo. Em uma dessas armadilhas, o time argentino teve uma falta ao seu favor. Gastón cobrou direto e César fez uma defesa complicada, salvando o rubro-negro. Aos 28 minutos, o Independiente conseguiu um rápido contra-ataque a base de tabelas, a bola sobrou por último para o artilheiro Gigliotti que apenas tirou do goleiro César para empatar o jogo para os donos da casa.

O Flamengo continuou criando pouco, principalmente nos erros primários de Willian Arão, e as jogadas aéreas, única arma rubro-negra na primeira etapa, acabaram desaparecendo.  A maior chance do Fla ainda no primeiro tempo foi com Diego em uma tentativa de chute, após receber bom passe de Everton Ribeiro, mas foi travado na hora do chute pelo zagueiro Franco. O time argentino continuou com sua marcação pressão e em alta no comprometimento de fluxo ataque-defesa. O placar, no entanto, não mudou e o jogo foi para o intervalo com o placar igualado, 1 a 1.

Já na etapa complementar, a equipe do Independiente começou pressionando, e o rubro-negro continuou errando passes. Logo aos 3 minutos, Gigliotti tabelou com Silva que chutou por cima do gol defendido por César. Ainda explorando o lado em que Trauco atua, o rey de copas continuava tabelando buscando espaços na zaga do Flamengo. Aos 7 minutos, com jogada rápida do menino Barco pelo lado esquerdo, o Independiente chegou ao seu segundo gol. O camisa 27 achou um passe preciso para Meza, que pegou de primeira dentro da grande área e estufou a rede do goleiro César, 2 a 1.

Tendo o contra-ataque a seu favor, os ''Diabos vermelhos'' avançavam e chegavam com muita facilidade ao gol do arqueiro rubro-negro. A posse de bola, por consequência, permaneceu com o time argentino, que desta forma controlou a partida. O Flamengo, por sua vez, jogava por uma bola. Após triangulação de Éverton, Vizeu e Arão, a equipe carioca chegou pela primeira vez, já aos 21 minutos, porém sem sucesso. Minutos depois, Trauco arrancou pela esquerda, levou a bola até a linha de fundo e cruzou. A zaga argentina cortou e na volta Arão acabou chutando para fora. Com a entrada de Éverton e Vinicius Jr. a partida ficou mais equilibrada. O garoto do Ninho entrou ensaboado pela direita e a todo tempo tentava jogadas individuais por aquele comando. Quando conseguia um mínimo espaço colocava a bola na área buscando Vizeu, entretanto hoje não foi o dia do centroavante rubro-negro.

Aos 41 minutos, Éverton arranca pela esquerda e sofre falta na entrada da grande área. O colombiano Cuéllar bate, mas Campaña amortece a bola tranquilamente. Depois desta jogada, só restava ao multicampeão argentino trabalhar a bola e esperar o final do jogo. O Flamengo, no entanto, ainda tentava alçar bolas na área, mas nenhuma surtiu algum efeito. Desta forma a partida terminou 2 a 1 para o Independiente.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima Quarta-feira (13/12), no Maracanã.

Ficha técnica:

Final Copa Sul-Americana (primeiro jogo)

Independiente 2x1 Flamengo

Estádio: Libertadores de América (Avellaneda)

Árbitro: Mario Diaz de Vivar (PAR)

Auxiliares: Milciades Salvidar (PAR) e Dario Gaona (PAR)

Cartões amarelos: Tagliafico e Amorebieta (IND); Diego (FLA)

Equipes:

Independiente: Campaña; F.Bustos, Franco (Amorebieta- 40'/2°T), Silva e Tagliafico; Meza (Domingo-33'/2°T), D.Rodriguez e Sanchez Miño; M.Benitez (Martinez-27'/2°T), Barco e Gigliotti. Técnico: Ariel Holan

Flamengo: César; Pará, Réver, Juan e Trauco; Cuéllar, Arão e Diego (Vinícius Jr.-27'/2°T); Lucas Paquetá (Éverton-11'/2°T), Everton Ribeiro e Felipe Vizeu. Técnico: Reinaldo Rueda.

Gols: Independiente- Gigliotti (29'/1°T) e Meza (8'/2°T); Flamengo- Réver (9'/1°T)

por: José Roberto Coutinho e Rodrigo Henrique

Fotos: Divulgação

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!