Decepção Alvinegra
03/12/2017 - 21h35 em Novidades

Botafogo empata e fica sem vaga na Libertadores 2018 

 

O Botafogo decepcionou sua torcida pela última rodada do Campeonato Brasileiro 2017, na tarde deste domingo (03). Em um jogo movimentado e com vários desfalques, o Glorioso só dependia das suas forças, mas acabou empatando com o Cruzeiro no placar de 2 a 2, no Estádio Nilton Santos e os torcedores ficaram perplexos por ficar de fora da Taça Libertadores 2018. Os gols da partida foram de Brenner e do jovem Ezequiel para o Botafogo. Thiago Neves e Arrascaeta marcaram para os mineiros.

O Alvinegro terminou a competição nacional em décimo lugar com 53 pontos, e acabou ficando sem a vaga na Libertadores porque a Chapecoense venceu o Coritiba na Arena Condá por 2 a 1. O Cruzeiro ficou em quinto com 57 pontos e entra direto na fase de grupos da competição continental por causa do título conquistado da Copa do Brasil.

 

Jogo

Apesar do desfalques, o Botafogo partiu para cima em busca da vitória que colocaria a equipe na Libertadores. E aos 6 minutos, o Glorioso chegou com Leo Valencia que viu o goleiro adiantado e tentou de cobertura, mas Rafael pegou. O time mineiro respondeu com Romero, que tabelou com Thiago Neves e bateu para fora, levando perigo ao gol do Gatito. Os mandantes eram melhor na partida que tentava nas bolas aéreas e por pouco Dudu Cearense e Victor Luis quase abriu o marcador.

O primeiro gol saiu aos 26 minutos depois de um blitz dos alvinegros. Em um cruzamento perfeito de Leo Valencia da direita, o atacante Brenner testou firme para o fundo da rede.

O Botafogo esteve Muito perto de ampliar. Aos 30, Dudu Cearense de cabeça fez Rafael trabalhar. No minuto seguinte, Leo Valencia finalizou rente à trave. Porém, quando atacou, o Cruzeiro chegou ao empate, com Thiago Neves, aos 37.

O segundo tempo não começou muito bem para o Botafogo que viu os cruzeirenses virarem o jogo, aos quatro minutos, com gol de Arrascaeta que aproveitou bobeada e tocou sem chances para Gatito.

Restava o time de Jair Ventura se expor um pouco mais atrás do empate que era péssimo naquele momento com a derrota parcial. Aos 6 minutos, Guilherme quase deixou tudo igual ao finalizar de longe e o goleiro Rafael espalmou por cima. Aos 15, mas uma vez o arqueiro Rafael fez outra grande defesa em chute de Dudu Cearense. Minutos depois, Brenner acertou a trave.

A pressão alvinegra era grande tão grande que fez a torcida acordar na partida. Jair Ventura colocou Ezequiel. O garoto entrou com muita personalidade e fez o gol de empate aos 23 minutos após receber de Brenner, que girou na área e finalizou no canto.

O jogo ganhava emoções e dramaticidade. O Cruzeiro cadenciava enquanto o Glorioso tentava de todas as formas buscar a vitória. Entretanto, Rafinha se descontrolou e foi expulso por reclamar em excesso do árbitro.

O Fogão teve a chance da virada no fim, Valencia em cobrança de falta obrigou a Rafael a fazer boa defesa, Gatito foi para a área no último lance, mas terminou mesmo 2 a 2.

O Glorioso aguardava o final de dois jogos que poderia mudar tudo na tabela. A equipe terminou no G-8, mas o drama viria minutos depois. Chapecoense (SC) e Atlético (MG) marcaram nos minutos finais e com isso deixaram o time de Jair Ventura sem vaga na Libertadores de 2018. Restou ao alvinegro disputar ano que vem a Sul-Americana.

Botafogo: Gatito Fernández; Arnaldo, Igor Rabello, Joel Carli e Victor Luis; Dudu Cearense, Rodrigo Lindoso (Ezequiel), Matheus Fernandes e Leo Valencia; Guilherme (Marcos Vinicius) e Brenner (Vinicius Tanque). Técnico: Jair Ventura.

Cruzeiro (MG): Rafael; Lucas Romero, Digão (Ariel Cabral), Murilo (Arthur) e Bryan; Henrique e Lucas Silva; Robinho, Rafinha e Thiago Neves (Alisson); Arrascaeta. Técnico: Mano Menezes.

 

Escrito por Weliton Labarra

Data:03/12/2017

Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!