Segunda-feira, 17 de julho de 2017 às 13:25 em Novidades
Com menos jogos, camisa 9 chegou a marca do campeão Cabralzinho

Com menos jogos, camisa 9 chegou a marca do campeão Cabralzinho

 

A carreira de Bruno Luiz se cruza com o Bangu. No clube em que mais jogou, o atacante atingiu uma marca um tanto quanto significativa na última quarta-feira, 12, ao balançar a rede no empate com o Serrano. Ele chegou aos 37 gols com o manto alvirrubro e igualou o feito de Cabralzinho, peça fundamental no título do Campeonato Carioca de 1966.

- Todos sabem do carinho que tenho por este clube e fico muito feliz em voltar a marcar um gol. Igualar a marca de um grande jogador como o Cabralzinho, uma pessoa que foi campeão e tem seu lugar na história do Bangu, é motivo para se sentir honrado. É algo marcante - disse.

O empate fora de casa, no Estádio Atílio Marotti, coloca o Bangu a um empate sem gols para avançar às quartas-de-final da Copa Rio. Bruno Luiz comentou sobre o desempenho da equipe da Zona Oeste na Cidade Imperial e afirmou a responsabilidade para a partida de volta, em Moça Bonita.

- O jogo foi difícil por conta das condições do campo. Nossa equipe é muito técnica, gosta de valorizar a posse de bola e sair trocando passes, o que o gramado não permitia. Apesar disso, conseguimos fazer uma boa partida, saímos na frente e tivemos oportunidades de ampliar durante o segundo tempo, mas sofremos o empate. Agora é foco na partida de volta. Temos a obrigação total de vencer - salientou o atacante, que continuou:

- O torcedor pode ficar tranquilo que jamais vão voltar vontade e determinação. Acredito que quem foi em Petrópolis viu uma equipe que briga e luta durante os 90 minutos, não se entrega e sempre busca a vitória. Essa foi a tônica no Brasileiro, vai seguir na Copa Rio e nas demais competições - finalizou Bruno Luiz.

A partida de volta entre o Bangu e Serrano ocorre na próxima quarta-feira, 19, às 15h, no Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

 

Fonte: Ascom Bangu AC

 

Foto: Emerson Pereira/Bangu

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!